Sobre a Ford Motor Company

 

A Ford Motor Company é uma produtora de automóveis americana, uma das maiores do mundo, fundada em 16 de junho de 1903 por Henry Ford. Sediada em Dearborn, subúrbio de Detroit, no Estado de Michigan, nos Estados Unidos. É constituída pelas marcas Ford, Lincoln e, recentemente, pela Troller, montadora de veículos off-road do Estado do Ceará. Atualmente o C.E.O. da empresa é o engenheiro e executivo norte americano, Alan Mulally.

A Ford Motor Company foi fundada em 1903 com um investimento de 28 mil dólares de 12 investidores, dentre eles os irmãos John Dodge e Horace Dodge. 

 

Durante os primeiros anos, a Companhia produzia apenas alguns carros por dia em sua fábrica na Mack Avenue em Detroit, Michigan. Grupos de dois ou três homens trabalhavam em cada carro, fazendo a montagem com partes que em sua maioria eram produzidas por fornecedores contratados pela Ford. Na década seguinte a companhia passou a liderar o mundo com a expansão e refinamento com o seu conceito na área de linha de montagem. Ford trouxe a grande parte da produção das peças para dentro da fábrica em uma integração vertical que se mostrou um caminho muito melhor naquela era.

 

Figura (em resina) de Henry Ford, que fundou (com mais 11 investidores) a Companhia com um capital de 28 mil dólares; no detalhe, o primeiro motor com cabeça de cilindro removível (usado no Ford Modelo T) 

 

Em 1908, Henry Ford introduz o primeiro motor com cabeça de cilindro removível no Modelo T. Após o primeiro carro moderno ter sido criado em 1886 pelo alemão Carl Benz (Benz Patent-Motorwagen), métodos de produção mais eficientes eram necessários para tornar o automóvel mais acessível para a classe média. Com o isso, em 1913 Henry Ford desenvolveu a primeira linha de montagem móvel, decaindo os preços na produção. Tão eficiente que a ideologia de produção de Ford é usada até hoje, 101 anos depois e sendo administrado pela família durante todo esse tempo. Henry Ford tinha 39 anos quando fundou a Ford Motor Company, que logo se tornou a maior e mais lucrativa companhia do mundo, além de sobreviver a grande depressão de 1929.

Já na década de 30, Ford apresenta o Modelo A, o primeiro carro com o vidro para-brisa temperado para maior segurança. Lança o primeiro motor V8 de baixo custo em 1932. Mais de 20 anos depois, em 1956, a fábrica passa a oferecer o primeiro pacote de segurança automotiva que incluía inovações como volante com regulagem de profundidade, grade frontal, os primeiros cintos-de-seguranças dos bancos traseiros e um painel de instrumentos opcional. Além das travas de seguranças para crianças na porta em 1957 e nesse mesmo ano a primeira capota rígida retrátil e um carro de seis lugares produzido em massa. O Ford Mustang é introduzido na linha produção em 1964 e no ano seguinte a inovadora luz-de-aviso do cinto de segurança.

 

A evolução da logomarca da Ford, desde 1903; o desenho usa a própria assinatura de Ford

Livro de registro da Ford Motor Company, em 16 de junho de 1903

 

Nos anos 80, vários veículos de sucesso são apresentados pela Ford ao redor do mundo. Com isso a Ford surge com o seu primeiro grande slogan "Have you driven a Ford, lately" (Você tem dirigdo um Ford, ultimamente?) com a intenção de trazer novos consumidores para a marca e fazer com seus que seus veículos parecessem mais modernos. Respectivamente em 1990 e 1994, a Ford compra a Jaguar Cars e a Aston martin. Nos meados do anos 90, a companhia continua a vender uma grande quantidade de veículos, em uma economia americana estável e com baixo preço de combustível

A Ford nos últimos anos vem passando por uma reformulação com vistas a redução de folha de pagamento e custos de produção. Vendeu algumas marcas do seu acervo, tais como a Aston Martin, Land Rover, Jaguar e Volvo.

Réplica (escala 1:18) do (New) Fiesta, já comercializado na América do Norte e no Brasil; dirigentes da Companhia disseram recentemente que, pela praticidade, esse carro é o Ford Modelo T do Século XXI 

O conceito de carro global atualmente é uma coisa necessária em função de redução de custos de produção e ciente disso a Ford já elegeu seu carro chefe dessa nova fase: O Ford Fiesta. Carro elaborado com base no conceito Verve é o novo projeto global da marca, a Ford disse recentemente em nota oficial de que o novo Ford Fiesta é o Ford T do século XXI.

Esse lançamento vem, com certeza, firmar a boa participação da Ford no velho continente.

Desde 2008 a Ford lidera as vendas de automóveis na Europa, vendendo até agosto daquele mais de um milhão de automóveis. Com relação ao seu principal mercado, os EUA, a Ford pretende depois de muitos anos lançar o novo Fiesta por lá. O novo Fiesta é fabricado no México e comercializado em toda a América do Norte. 

A Ford é a quarta maior produtora de carros e caminhões do planeta, um gigante com faturamento superior a US$ 128 bilhões, 164 mil empregados, mais de 5.3 milhões de veículos vendidos em 2010 e mais de 70 fábricas, instaladas em países como Estados Unidos, Canadá, México, Reino Unido, Alemanha, Turquia, Brasil, Argentina, Austrália e China. Depois dos Estados Unidos, Inglaterra e Alemanha são os mercados mais importantes para a marca no mundo. Atualmente a empresa é proprietária das marcas Lincoln, Mazda (da qual controla 33.4%), além da brasileira Troller. Entre os dez modelos de veículos mais vendidos do mercado americano em 2010, a Ford detém o primeiro lugar com os caminhões leves F-Series e o oitavo com o Fusion. 

 

Diorama da primeira fábrica da Ford, na Avenida Mack, em Detroit; aqui a Companhia funcionou de 1903 a 1905, periodo em que foram produzidos o Ford Modelo A 1903 e o Ford Modelo C 1905

Primeiro carro produzido pela Ford: o Modelo A 1903 (aqui dois modelos: Rear Entry Tunneau e Sedan)

Ford Modelo A 1903 (escala 1:6, em madeira)

 

Pensador universal

Henry Ford sempre foi um pensador universal. Para se ter uma ideia, no final dos anos 10 e começo dos 20, de cada dois automóveis produzidos no planeta, um era da Ford. Em sua visão de empreendedor, ele resolveu que seu produto principal – o automóvel Modelo T -, concebido como bom e barato, deveria ser disponibilizado a qualquer cidadão em todos os cantos da Terra.

E com o propósito de expandir os negócios de sua companhia no mundo, Ford decidiu, no começo dos anos 10, inaugurar sucursais na Europa.  A primeira fábrica fordista fora dos Estados Unidos começou suas atividades em 1911, em Manchester, na Inglaterra, onde o Ford Modelo T deu o pontapé inicial de seu sucesso no Velho Continente.

Estava lançada a semente da Ford Europa, que se consolidou em 1967.

Alguns modelos (em escalas diferentes) de Fords europeus; a Ford Europa foi fundada nos anos 60; no Velho Continente, a Companhia lidera as vendas desde 2008, e tem destaques como os Fords Sierra, Anglia, Escort, Ka, Fiesta, Focus, Capri, Econoline, Abelle, Cortina, Vedette, dentre outros

 

Em 1912, iniciou a linha de montagem na França; em 1925, estava também presente na Itália, Dinamarca, Irlanda e Bélgica. Ainda compõem esse elenco subsidiárias na Espanha e em Portugal.

Em outubro de 1930, outra importante sucursal fordista era inaugurada em Colônia, na Alemanha. Para esse evento, Henry Ford em pessoa atravessou o Atlântico. A fábrica norte-americana já produzia no país desde 1926, em Berlim, onde era montado o Modelo T, que na época fazia o maior sucesso nos Estados Unidos. Produzido em esteira, custava a pechincha de 850 dólares.

No dia 15 de abril de 1931, foram encerradas as atividades em Berlim, e no dia 4 de maio já estavam sendo produzidos os primeiros exemplares do Modelo A em Colônia. No começo, 10 a 12 automóveis deixavam a linha de produção a cada hora.

O início da Ford às margens do Reno se deu numa época de grandes dificuldades econômicas. A Alemanha estava arrasada por causa da crise mundial e a República de Weimar praticamente não conseguia controlar a economia interna.

Atualmente, segundo informações de revistas e pesquisas de mercado, a Ford é a segunda marca mais vendida no Continente Europeu. Modelos como Street Ka (atual Kuga), Sierra, Taunus, Fiesta, Focus já estão consolidados no gosto do consumidor. Sem falar nos eternos e saudosistas Capri, Abeille, Vedette, Anglia, Transit Van, Escort, Cortina e Prefect, que fizeram e ainda fazem história na memória de gerações de colecionadores.

Além da Europa, a Ford também exportou seus automóveis para outros mercados na época, como Canadá (em 1904), Austrália, Japão, China, México, Argentina, Brasil, África do Sul, Índia e Rússia.

 

Fontes: Wikipedia e Infopedia