O carro voador

 
Alguma vez você já imaginou um carro com asas? Um carro voador? Parece brincadeira de criança, aquele tipo de experiência própria da infância e revestida de criatividade.

Pois é. Esse tal carro voador realmente existiu e efetivamente voou, nos longínquos anos 70. Tratava-se de um projeto desenvolvido entre 1971 e 1973 por uma empresa americana – a Advanced Vehicle Engineers, ou AVE MIZAR, criada pelo engenheiro aeronáutica americano Henry Smolinski.

A AVE MIZAR construiu dois protótipos do carro voador, cujo corpo era metade automóvel (um Ford Pinto 1973) e metade avião (partes da traseira de um Cessna Skymaster). Um dos protótipos foi colocado em exposição na concessionária Galpin Ford, em Los Angeles, enquanto o outro, equipado com um motor Teledyne Continental de 210hp, começou a ser aperfeiçoado para os primeiros experimentos.

A escolha pelo subcompacto Ford Pinto foi opção de Henry Smolinski, que decidiu por trabalhar com carros menores que cumpriam a especificação-limite de 1.700kg. Na época, 55 modelos de automóveis atendiam a essa exigência.

O híbrido tinha motor Continental IO-360-C, 210 hp (posteriormente substituído pelo motor AVCO Lycoming 540). O carro voador tinha capacidade para um piloto e três passageiros, envergadura de 11,58m, comprimento de 8,5m e altura de 2,59m.

Em 11 de setembro de 1973, durante um voo de testes na cidade de Oxnard (Califórnia), a asa direita da estrutura soltou-se do automóvel. A queda e explosão resultante mataram instantaneamente os dois ocupantes, Smolinski e seu sócio Harold Blake. Projeto foi abandonado após esse acidente.
 

Texto: José Luís Cantanhêde e Wikipedia
 
 
 
 
 
Réplica do AVE MIZAR-Ford, o incrível carro voador que era metade carro e metade parte de um avião
 
 
 O projeto do carro voador foi do engenheiro aeronáutico americano  Henry Smolinski, que o desenvolveu entre 1971 e 1973
 
 
O AVE MIZAR era um carro voador que usava um Ford Pinto 1973 e a parte traseira de um avião Cessna Skymaster
 
 
O carro voador tinha capacidade para um tripulante e quatro passageiros; após um acidente que matou Smolinski e seu sócio, em 1973, o projeto foi abandonado
 
 
O híbrido tinha motor Continental IO-360-C, 210 hp e envergadura de 11,58m
 
 
Foto do AVE MIZAR-Ford em pleno voo, em 1973, nos Estados Unidos
 
 
Manchetes de jornais da época sobre o carro voador
 
 
O Ford Pinto 1973 utilizado no projeto de Henry Smolinski